Uma Malla pelo mundo Interney.net/blogs/malla

quarta-feira, outubro 05, 2005

Blogalizando a Presidência e a Academia Científica

Não sei se a experiência é única, se já existe tal "inovação" em algum outro lugar, mas o fato é que deu no Korea Herald hoje: a Presidência da Coréia do Sul agora tem um blog.

Bem, mas nem tudo são flores, e vamos às explicações. Antes de mais nada, o blog só funciona em coreano, o que elimina qualquer participação estrangeira em qualquer discussão da caixa de comentários - a não ser que o estrangeiro entenda e se comunique perfeitamente em coreano. (Caso fosse no Brasil, imagino que a regra seria a mesma - apenas mensagens em português.) O blog em si está hospedado dentro do website da Presidência (ou "Blue House"), listado na primeira página do site em lugar de destaque. É um blog conjunto, e cada post é escrito por uma das 10 pessoas ligadas diretamente ao Presidente (amigos e/ou funcionários do governo, como o secretário de educação e cultura) "donas do blog", e têm talvez o intuito de "humanizar" a figura do presidente Roh, através da narrativa de jantares, reuniões pessoais, ou mesmo momentos de descanso daquele moço que tem a singela função de representar o país.

Os posts podem ser comentados por qualquer cidadão, basta cadastrar-se no site, usando seu número de identificação nacional coreano (a carteira de identidade), que fica registrado no site. Entretanto, uma vez registrado, você pode usar pseudônimos, apelidos ou o que quiser para aparecer no site - é claro que existe um time de moderadores, que não deixarão spammers ou trolls atuarem com êxito. Trata-se de um canal rápido de contato do cidadão comum com o seu representante máximo. Não deixa de ser um experimento interessante, e estou curiosa com o que acontecerá com o blog em alguns meses.

O blog da Presidência aparece num momento delicado para o presidente Roh: ele está passando por um longo e árduo processo de escrutinização por envolvimento em corrupção e num escândalo envolvendo grampos telefônicos de vários subordinados do governo, uma prática absolutamente proibida na Coréia do Sul em qualquer nível - um dos direitos assegurados pela constituição do país é o total sigilo telefônico do cidadão. Além disso, a população parece não estar muito satisfeita com o rumo das negociações entre Coréia do Sul e Coréia do Norte - alguns acham que a reunificação está sendo acelerada em demasia, outros acham que ela está atravancada demais, idéias pra todos os gostos. De certa forma, narrando questionamentos e elocubrações que se passam na cabeça do presidente, o blog parece realmente humanizá-lo. Se o absolve perante a população que o elegeu, aí já é outra história a ser contada... pela própria História.

Em outro exemplo bloguista, nessa semana foram eleitos pela Scientific American os melhores websites de ciência e informação científica. Entre os vencedores, vários blogs, entre eles o Real Climate (aquecimento global e afins), o Panda's Thumb (Evolução), o Mind Hacks (neurociência) e o The Loom (jornalismo científico, ciência geral e afins), que leio sempre que posso. Todos são excelentes, escritos por acadêmicos ou pessoas ligadas à academia de alguma forma, que encontraram no formato "blog" uma boa forma de interação com outros acadêmicos e com pessoas da comunidade não-científica, que enriquecem diariamente os posts ao "forçarem" (no bom sentido) por uma escrita clara científica entendível pra todos. Isso é lindo.

O Smart citou nesse post um texto maravilhoso sobre a importância do formato blog para a academia, quando bem direcionado e bem utilizado, principalmente, o quanto ele pode ser informativo e enriquecedor pro leitor leigo em ciência, que pode participar ativamente, e para a discussão direta imediata com especialistas da área, conversa essa que flui de forma mais ágil num blog. O cientista-blogueiro pode, por exemplo, colocar suas idéias experimentais para um "pré-crivo" num post, onde elas são discutidas e criticadas por quem se habilitar. Dessa forma, ele pode de certa forma se preparar melhor para algumas das perguntas que um revisor de um futuro artigo científico pode fazer. Parece ilusão, mas já vi posts que parecem verdadeiros artigos científicos, e o resultado obtido na caixa de comentários é pra lá de interessante. O fenômeno impressiona, sem dúvida. Não diminui de forma alguma a publicação numa revista indexada, passando pelo aval de vários revisores especialistas, mas nos dá uma pequena amostra de que o formato blog, se bem aplicado, pode trazer enriquecimento na discussão. Além da aproximação da academia com o mundo fora dela, algo tão almejado para a maior parte dos acadêmicos mas que em geral não encontrava meios efetivos de fazer isso acontecer.

Com esses 2 exemplos, fica claro (para mim pelo menos) que cada dia mais floresce um lado positivo de informação via blog que merece ser melhor explorado e utilizado na geração de conhecimento, contatos, informação - além de ser um formato mais divertido. Um mundo global (e blogal!) na ponta dos dedos de cada um. Não é mágico?

Tudo de bom sempre.

Marcadores: ,