Uma Malla pelo mundo Interney.net/blogs/malla

domingo, novembro 13, 2005

Gabriel e Cyntia

Num intervalo de apenas 2 dias, 2 das pessoas mais queridas com quem tive o prazer de compartilhar momentos fazem aniversário. Essa quase-coincidência de datas é fascinante. Ambos biólogos, ambos nota 1000.

Hoje, 13/nov, é aniversário do Gabriel. Dia 15/nov, terça, é aniversário da Cyntia.

Sou filha única, e me convencionei a considerar os amigos mais próximos, de quem tenho mais afinidade, como irmãos. Tenho vários, uma felicidade só, e eles são na minha ilusão mental, uma grande família. Na falta dos irmãos biológicos, adquiri vários "adotivos" pela vida a fora.

Gabriel é um dos meus melhores amigos. Cientista de mente aberta, biólogo das perguntas certas, inquisidor inato. Nada cético - ou cético demais, talvez. Um amigo de quem sinto falta aqui do outro lado do mundo, para ouvir jazz, para discutir evolução, para simplesmente jogar conversa fora, dar risadas e viajar na maionese. O mundo girou, muita água rolou, mas a nossa velha amizade de calça jeans puída e camiseta com furinhos de traça em nada mudou. Cada vez mais amigo, cada vez mais irmão. Feliz aniversário, Gabriel!

(By the way, Lucy never leaves... she's often in the sky with music!)

*******************

A Cyntia. Ah, a Cyntia. Se ela soubesse o quanto ela faz falta...! O quanto eu fico saudosa só de lembrar das nossas risadas no lab, dos açaís na tigela, das aventuras bostonianas. Do ombro amigo nos momentos mais difíceis. Da amizade que não cessa. Da alegria italiana de ser.

Faço mil planos infalíveis e mirabolantes diariamente de viagens (talvez seja influência do Cebolinha, meu personagem adorado da infância). Boa parte desses planos inalcançáveis incluem uma possível parada em um lugar onde a Cyntia esteja, para que eu possa rever minha amiga do coração. Vamos ver se algum dia esses planos se concretizam, enfim. Enquanto o sonho do encontro não vem, resta desejar um super-hiper-feliz aniversário, Cyntia!

Gabriel e Cyntia, sintam-se abraçados por mim, do fundo do coração. Vocês são a certeza de que o Milton Nasciemnto acertou em cheio quando compôs:

"(...) mesmo que o tempo e a distância digam não/ mesmo esquecendo a canção/ o que importa é ouvir a voz que vem do coração/ seja o que quiser/ venha o que vier/ qualquer dia, amigo eu volto a te encontrar/ qualquer dia, amigo, a gente vai se encontrar!"

Qualquer dia desses, sem falta.

Tudo de bom sempre, Gabriel e Cyntia, amigos mais amigos, amigos mais irmãos.

GabrielCyntia

*********************

* Amanhã, dia 14/novembro, é o dia Mundial da Diabetes. Estarei postando sobre o assunto, e gostaria de convidar quem quiser a postar sobre diabetes também. Caso você se interesse em escrever também, me avise aqui na caixa de comentários ou por email (no rodapé da página). Reflexão por uma boa causa, num dia especial.

Marcadores: