Uma Malla pelo mundo Interney.net/blogs/malla

quarta-feira, maio 03, 2006

O nome dos nossos genes

...E foi só eu me atrever a escrever um tempo atrás sobre falta de criatividade dos cientistas para aparecer algo que me contradissesse completamente. Hoje recebi pelo correio um calendário de palestras para um Congresso de Biologia Molecular aqui em Seul. Seria apenas mais um calendário, se não tivesse começado a folhear e perceber, pelo título das palestras, a notável criatividade dos cientistas para nomear... genes.

Nossos genes têm uma maneira oficial de serem nomeados, de acordo com o comitê de Organização do Genoma Humano - o HUGO. E são mais de 21,000 conhecidos em nossas células. Pois bem, Hugo estabelece normas específicas para a nomenclatura dos genes humanos (e por consequência, todos os genes de seres vivos seguem praticamente a mesma regra), evitando assim que os mais narcisistas saiam por aí fazendo auto-homenagens infundadas. (Já pensou se existisse o gene "Malla" em cada um de nós?) E, como diria Arnaldo César Coelho, a regra é clara:

- genes devem ter símbolos que são abreviações e/ou descrições de seu nome completo - ou seja, um apelido fácil
- genes não podem ter nomes repetidos (2 genes não podem ter o mesmo nome nem o mesmo apelido)
- genes devem ser escritos em letras romanas e/ou números arábicos
- apelidos gênicos não têm pontuação
- apelidos gênicos não podem ter em seu nome a letra "g" para denominar gene. Senão, todos os genes terminariam em G, o que seria meio inócuo.

E assim, organizaram-se os PTPs, JNKs, MPMs, PKAs... todos abreviações vindas do nome em inglês que traz um significado intrínseco de sua função, localização ou algo que o valha.

Já as proteínas (o produto final de cada gene) têm uma nomenclatura variada - a regra não é tão clara ainda. Algumas estabeleceram-se pela tradição (ninguém vai querer mudar nessa altura do campeonato o nome da insulina, né?), outras foram batizadas com nomes derivados de sua função - fica bem fácil por exemplo imaginar em que momento do ciclo da vida a cadaverina toma conta do corpo. As mais novas proteínas identificadas em geral seguem regras aleatórias, que vão desde o uso do mesmo nome do gene (como a PTP) ou de referências à sua localização no organismo (como a endotelina).

A humanidade, como todos sabemos, prima pela criatividade em momentos adversos. E é claro, nomes e apelidos de genes e proteínas saíram desse mundo de sopa de letrinhas sem graça para virarem uma verdadeira competição de exotismo e humor contidos em uma abreviação. Sabe o projeto experimental dos mini-contos? Pois bem, a sensação é de que existe algo assim rolando nos bastidores dos laboratórios, tamanha viagem na maionese em alguns casos. Por exemplo, entre as palestras do Congresso que citei acima, um grupo falará sobre o gene POLTERGEIST.

Arregalei os olhos. Existe um gene chamado POLTERGEIST? Sim, e é um gene de planta. Comecei a fuçar no Pubmed (o diretório de artigos científicos mais usado pelo mundo afora) e achei outros genes e/ou proteínas com nomes pra lá de hilários. Separei alguns exemplos para um divertido estudo sobre a natureza humana dos cientistas - ou pelo menos, sua "criatividade":

CHIP (um CHIP dentro de cada um de nós, que coisa mais Matrix!), hip e hop, Mad e Max (seria a continuação do filme?), Saxophone(um gene não só de músicos), Osterix (como se não bastasse o Pokemon para "invadir" os laboratórios...), Teashirt (auxiliado pela proteína Grunge), Swiss cheese (hmmm!! Esse gene me deu fome...), Secret agent (que trabalha com o gene Spy), PICKLE, Tigger (a fera dentro de nós!), Lamp, Id e Ego, Aurora (Brilhando no horizonte terapêutico?), Mustang, Smurf (mais quadrinhos... esse exemplo eu pincei num artigo entitulado "Um novo Smurf na Vila", que termina com a pérola: "(...) it seems likely that the world will be an even "Smurfier" place in years to come." Por um mundo mais Smurf - whatever this means.)

Depois tem quem diga que cientistas são pessoas sisudas, sem senso de humor... uma coisa é certa: na ciência, ganha-se pouco, mas muito se diverte!

Tudo de bom sempre.

PS: Alguns médicos tiram toda a graça dos geneticistas...

***************

Ontem foi aniversário da mulher mais maravilhosa do mundo: minha mãe. Parabéns, minha linda!! Você é a minha inspiração diária para sempre batalhar pelos meus objetivos com muita singeleza e alegria.

Marcadores: ,