Uma Malla pelo mundo Interney.net/blogs/malla

quinta-feira, junho 15, 2006

Pequenas anotações de viagens virtuais 12: Copa 2006

1) O Ubiratan do Balípodo reclamou - com razão - da falta de notícias específicas na imprensa sobre o esquema técnico do Parreira, mas quem melhor explicou até agora a viagem na maionese da cabeça do nosso técnico no primeiro jogo do Brasil foi o Idelber. O esquema inventado pelo técnico brasileiro é digno de troféu abacaxi - fruta, aliás, cujo consumo é saudável e pode levar à perda de peso, sendo portanto ideal para atacantes necessitados de dieta.

*********************

2) E depois do terror que foi o primeiro jogo do Brasil - e os jogos Coréia X Togo, França X Suíça, Tunísia X Arábia Saudita, entre outros - eis que o verdadeiro líder do terror é citado no caderno de esportes: Bin Laden é um inveterado fã de futebol. Será que ele está assistindo à transmissão dos jogos de dentro da caverninha dele no Afeganistão? Pelo menos uma coisa é certa: a Al-Qaeda não é responsável pelos jogos-"bomba" que a gente tem visto pela Copa...

*********************

3) Uma jóia rara publicada na National Geographic em comemoração à Copa: textos líricos sobre o futebol com a perspectiva das diferentes culturas do mundo. Lindo.

**********************

4) A Coréia do Sul praticamente parou no dia do jogo contra Togo. Os coreanos fizeram apostas, churrasquinhos típicos (calbis), invadiram às ruas para assistir ao jogo (aqui os jogos passam no meio da madrugada) e depois ficaram o resto da noite comemorando a vitória de 2X1 ("대 한 민 국!!!", em alfabeto romano: "Daehanminguk!"). Os jornais no dia seguinte endeusavam o experiente Ahn, é claro. Mas o que eu não vi nos jornais estrangeiros foram os comentários sobre a acirrada torcida coreana pela derrota do Japão contra a Austrália. Os coreanos torcem contra o Japão basicamente por causa da rixa histórica entre os países, mas torciam também a favor da Austrália pelo seu técnico: o holandês Guus Hiddink levou a Coréia do Sul às semi-finais da Copa passada e teria dito, após o jogo contra o Japão, que "por ser um cidadão honorário coreano, ganhar do Japão deixou-me orgulhoso." É a rixa histórica coreana se espalhando pelo mundo.

************************

5) A Copa do Mundo pode não ser (ainda) verde e amarela, mas definitivamente a Alemanha está fazendo a Copa mais verde de todos os tempos. Os investimentos em reciclagem e alternativas ambientalmente corretas estão um primor. Os alemães estão economizando água ao máximo (coletando e armazenando água da chuva para molhar os gramados dos estádios, usando banheiros públicos químicos secos), tentando minimizar a poluição atmosférica (o metrô é de graça por toda a Copa se você tem ingresso para algum jogo ou é da imprensa, para que as pessoas usem o transporte público e deixem o carro em casa), na tentativa de equilibrar ou minimizar ao máximo o impacto ambiental inevitável (esgoto, lixo, etc.) gerado pela chegada de zilhões de turistas num país num período curto de tempo, boa parte vindo de avião até as terras saxônicas - para quem não sabe, um dos grandes geradores de poluição por dióxido de carbono e consequentemente contribuidores para o aquecimento global é o transporte aéreo. A Alemanha, um dos países mais verdes do mundo, está mostrando que realmente já venceu a Copa nesse quesito.

**********************
6) Essa notícia não está relacionada à Copa, mas é mais "verde" que a Copa da Alemanha: hoje há alta possibilidade de que o presidente Arbusto tomará a primeira medida ambientalmente sensata de sua carreira política na Casa Branca: está sendo criado o maior parque marinho do mundo, nas ilhas havaianas Northwestern. 140.000 milhas quadradas de mar e ilhotas, que se tornarão intocáveis às empresas de pesca predatória, mas acessíveis a expedições científicas, educacionais e ecoturismo. Pode até ser uma medida eleitoreira de desespero, mas sem dúvida os recifes de corais da região agradecem deveras.

***********************

7) O estádio de Munique é simplesmente maravilhoso. Já elegi como meu favorito, talvez de todos as Copas. Fiquei com mais vontade ainda de voltar um dia à Alemanha, agora para conhecer essa obra-prima arquitetônica. E claro, para tomar uma legítima Paulaner na Hofbräuhaus.

**********************

8) Num dia de post sobre a Copa, nada mais conveniente como parabenizar pelo seu aniversário uma amiga de infância das mais queridas, companheira de discutir futebol, e apaixonada pelo esporte - tão apaixonada que cogitou em algum momento do passado ser jornalista esportiva. Parabéns, Liana!! Toda felicidade do mundo para você!!!

(E a Leila também fez aniversário ontem, vamos todos lá fazer festa no blog dela...) :-)

**********************

Tudo de bom sempre na Copa 2006. "Celebrate the day!"

Marcadores: