Uma Malla pelo mundo Interney.net/blogs/malla

quinta-feira, fevereiro 08, 2007

Uma tarde agradável em Seul

Se você um dia na sua vida estiver em Seul, sem indício de chuva, só tiver uma tardezinha para passear e disposição para caminhar... esse roteiro é uma dica Malla interessante.

Pegue o metrô de onde você estiver e desça na estação City Hall, na linha 1 ou 2 (é uma estação bem central e movimentada). Ao sair, você verá a Prefeitura de Seul, um prédio cinzento não muito bonito - eu acho a arquitetura dele extremamente monótona. Em frente à prefeitura, há uma praça enorme (2 milhões de coreanos se juntaram ali na Copa para torcer pelo seu time), onde geralmente tem umas apresentações de artistas locais, bem típicos. Absorva um pouco desse universo.

©Seul-City Hall©Seul-artistas de rua
O prédio sem-graça da Prefeitura de Seul. Ao lado, artistas de rua se apresentam na praça da Prefeitura, tocando músicas típicas coreanas.

Em frente a essa praça, fica o palácio de Deoksugung, onde diariamente (exceto terças e no inverno) no portão principal há a cerimônia de troca da guarda real, feita nos moldes da dinastia Joseon, com tambores e música. As roupas típicas coloridas são o highlight, e até mesmo os coreanos param na calçada para ver. O parque do palácio em si é orgulho nacional, cheio de pavilhões em arquitetura coreana e um prédio exótico em estilo ocidental, o Museu de Arte Deoksugung.

©Seul-troca da guarda 4©Seul-troca da guarda 3
©Seul-troca da guarda 2©Seul-troca da guarda 1
Troca da guarda real em diferentes momentos. Repare no tambor coreano pintado - e no quão colorido é o uniforme dos guardas.

Depois de passear pelo palácio, vá andando na direção das montanhas (norte) pela calçada da direita e você verá o início de um riozinho entre prédios modernos. É o "stream" da cidade, Cheonggyecheon, feito para revitalizar o espaço urbano. Ali embaixo passa um córrego de verdade, que foi coberto com uma avenida na década de 60 (ah, as viagens do urbanismo antigo!) e agradavelmente reaberto agora. O córrego tem cachoeiras, áreas de descanso e um painel de azulejos que conta a história da Coréia. Fica lotado nos fins de semana. Quase ao final da área mais urbanizada do riozinho, você verá uma escada à direita. Suba.

©Seul-Stream©Seul-stream2
©Seul-azulejos©Seul-stream3
Cenas do córrego Cheonggyecheon: bastante urbanizado, com pontes de pedrinha (detalhe bem asiático), e azulejos contando a história das dinastias coreanas. É o novo point da cidade.

Você está agora no bairro de Myeong-dong, onde as lojas chiques estão instaladas e as vielas estreitas da Seul antiga ainda estão vivas, cheirando a kimchi. Há ruas só de pedestres por lá. Pergunte no guichê de informações turísticas pela Gelateria Gusttimo, simplesmente a melhor sorveteria da cidade. Termine sua tarde deliciando um sorvete por lá, sem pensar em dieta - afinal, eles são feitos sem açúcar (palavras da própria dona, uma italiana-coreana com quem conversei numa das inúmeras visitas que fiz). Você não se arrependerá.

©Seul-transporte local©Seul-Gusttimo
Em Myeong-dong, um senhor em seu transporte típico. Ao lado, a gelateria Gusttimo, que merece a visita. Me dá água na boca só de ver essa foto.

E lembre-se que Seul fica nos nossos corações, apesar de aparentemente inóspita e indecifrável. É só aparência: palavra de uma brasileira das terras coreanas.

Tudo de bom sempre.

*********

(Post publicado também no Goitacá.)

Marcadores: , ,